Omega-3 DHA

alga-Schizochytrium-sp

Qué é o Omega 3 DHA? Os ácidos gordos essenciais são aqueles que tem que ser aportados pela dieta ja que istos nao podem ser sintetizados pelo nosso organismo. No caso da família dos ácidos gordos polinsaturados Omega 3 (n-3) é o acido alfa-linoleico (ALA), que é o precursor do acido eicosapentanoico (EPA) é do acido docosahexaenoico (DHA), dois importantes ácidos gordos polinsaturados de cadeia longa.

O acido alfa-linoleico é o acido gordo essencial da série Omega 3. Este acido gordo polinsaturado está presente nas sementes e óleos vegetais como o de canola o as sementes de linho e chia. Do alfa-linoleico podemos obter o EPA e o DHA, os ácidos gordos polinsaturados de cadeia longa que decorrem do ALA.

O inconveniente é que a eficiência da conversão desde o EPA a o DHA é muito baixa. A estimação é que, de um 5 até um 10% do ALA vai dar lugar a o EPA, e entre um 0,01 e 1% vai dar lugar a o DHA.

A melhor opção para obter o EPA e o DHA da forma mais eficaz é a ingestão direita destes ácidos gordos. As fontes dietéticas principais são o peixe e o óleo de peixe.

A ingestão do EPA e do DHA naquelas pessoas que não consomem peixe, como é o caso das pessoas vegetarianas, pode ser deficiente. Observa-se que o DHA é aquele que mais deficit apresenta e mais concretamente na população vegetariana onde a concentração plasmática deste ácido gordo é mais baixa.

No entanto, há indícios de que os vegetarianos são mais eficientes quando têm de transformar o ALA em DHA, pela sua adaptação metabólica devido a esta baixa ingestão.

Hoje em dia há uma ingestão superior do Omega 6

Por outro lado, nos países ocidentais, os ácidos gordos Omega 6 são mais predominantes na dieta, entanto a ingestão dos ácidos gordos Omega 3 é deficitária. O Omega 6 e o Omega 3 têm efeitos metabólicos contrários: o Omega 6 é pró-inflamatório, e o Omega 3 têm efeitos anti-inflamatórios, protegendo de doenças cardiovasculares, metabólicas e autoimunes. Devido a proporção elevada do Omega 6 frente ao Omega 3, onde a ingestão é mais alta do Omega 6, pode ser prejudicial para a saúde ao promover a ocorrência de doenças cardiovasculares, inflamatórias o autoimunes, entre outras.

Por isso é muito importante manter os níveis saudáveis do Omega 3. DHA.

 

×